Morre primo do diretor do HUT em Teresina com suspeita de H1N1

Gilberto Albuquerque e Luís Machado (Crédito: Reprodução/Arquivo pessoal)

A Fundação Municipal de Saúde (FMS), comunicou nesse domingo (06), a morte do empresário Luís Machado de Albuquerque, de 48 anos, com suspeita do vírus H1N1, em um hospital particular na zona Leste de Teresina.

Luís Machado é primo do médico Gilberto Albuquerque, diretor-geral do Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Luís era casado e tinha três filhos.

O empresário estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), desde a última quinta-feira (03), após dar entrada no hospital com dificuldade de respirar e na madrugada de hoje seu quadro clínico agravou e Luís Machado acabou vindo a óbito.

De acordo com informações da FMS, o sangue do empresário foi coletado e será submetido a exame para comprovar se a causa da morte foi realmente a gripe H1N1. O resultado do exame deve sair nos próximos dias.

A Fundação Municipal de Saúde confirmou neste domingo (06), a primeira morte no Piauí por H1N1 em 2018. Trata-se do motorista da Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi), de iniciais F.L.S., de 52 anos, que chegou a ser sepultado em um caixão lacrado, recomendação diante da então suspeita de óbito provocado pela doença.            MN

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Não copie nosso conteúdo. Utilize um de nosso botões de link e ajude a divulgar a 97.