Pabllo Vittar explica por que não fica mais com fãs e revela novo amor!

Pabllo Vittar passou no ‘Conversa com Bial’ e causou muito na noite desta terça-feira (21)! No bate-papo com o jornalista, a cantora falou sobre suas origens e o início no mundo da música. Ela relembrou que tentou entrar nos programas ‘Big Brother’, ‘The Voice’, mas acabou sendo contratada para o ‘Amor e Sexo’. Também falou sobre momentos marcantes da carreira, como a participação no show de Fergie, no ‘Rock’n’Rio’, as dificuldades da profissão, o preconceito que enfrenta e, no final, até fez um charminho para o Bial!
O apresentador, direto como sempre, perguntou como estava a vida romântica de Pabllo. “Eu estou solteira, mas se você quiser agoraaaa”, brincou, fazendo Bial rir e esclarecer que era muito bem casado. “Nossa, levei um fora aqui”, ela lamentou. O jornalista quis saber se a intérprete de ‘K.O.’ intimidava os parceiros por causa da fama, e ela admitiu que sim. “Não fico mais com fãs, desculpa fãs… Não fico. Uma vez eu fiquei com o meu fã, a gente lá se beijando e ele, ‘e aí, quando é o teu próximo single?’ Ficam perguntando de montação, perguntando de clipe, aí não dá. Amo meus fãs, mas…”, revelou, sem concluir a frase. Pabllo também contou que conheceu uma pessoa recentemente na saída de um show, e que os dois trocaram mensagens, mas ainda não tinham se beijado. O interesse romântico da cantora até teria enviado uma música para ela, dando a entender que estava pensando em Pabllo quando a ouviu! A letra, pelo visto, era beem picante. “Pelo que eu entendi, ele queria o meu corpo seduzente total de prazer”, disse Pabllo, e Bial quis saber o que havia de mal nisso. “O que há de mal é que eu não tenho tempo pra dar o meu corpo de prazer pra ele. Hoje, talvez saindo daqui, rola. Vamos ver o que vai dar. Torçam por mim, Brasil!”, pediu a cantora, fazendo a plateia vibrar.

Sobre sua origem pobre, Pabllo revelou que nunca teve aula de canto. “Eu nunca soube o que é uma escola de música em minha vida”, disse, para em seguida explicar que aprendeu o ofício, escutando cantoras como Whitney Houston e Donna Summer e tentando reproduzir. Ela também garante que sua voz é aquela mesmo, não é invenção para personagem de drag. “Sempre que eu fiz drag, foi para enaltecer a imagem feminina, enaltecer as divas que eu amava, as mulheres que fazem parte da minha vida”, admitiu. Pabllo também comentou que começou a se especializar na arte quando descobriu o reality show ‘RuPaul’s Drag Race’. Antes disso, ela já conhecia a montação e tinha várias amigas drag queens, mas não queria ser uma. “Quando eu assisti RuPaul’s Drag Race e vi que tinham drag queens que cantavam, que eram modelos, que atuavam em outros segmentos, eu pensei, ‘cara, eu posso ser uma drag queen também’, eu não preciso bater cabelo que nem as minhas amigas”, explicou.

Sobre política, a cantora disse que sempre lhe perguntam por que sua música não é mais voltada para a militância. “Mano, eu sou uma drag, uma bicha afeminada, uma POC que sobe no palco montada de menina, no país que mais mata LGBTQIs no mundo, e esse índice infelizmente só aumenta a cada dia… que tá fazendo show num palco pra um monte de gente, se isso não é uma forma política, eu não sei o que é”, declarou, soltando o verbo. E para quem achava que Pabllo sairia do Brasil depois das eleições, ela deixou seu recado bem claro: “Meus amores, eu NÃO vou sair do Brasil. Nem o negro vai voltar pra senzala, nem a mulher pra cozinha, e nem o gay pro armário, meu amor”. Que bom, Pabllo! Queremos você aqui!

Você pode ver o programa na íntegra no Globoplay, clicando aqui.

Fonte: Hugo Gloss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Não copie nosso conteúdo. Utilize um de nosso botões de link e ajude a divulgar a 97.